Quarta, 19 de Junho de 2024
27°

Tempo limpo

Osasco, SP

Saúde Saiba mais

O que fazer quando descobrir que o filho é autista?

Desmistificando o autismo: Uma jornada única de desenvolvimento.

04/09/2023 às 16h06 Atualizada em 04/09/2023 às 17h49
Por: Priscila Marchi Fonte: HoraPR
Compartilhe:
O que fazer quando descobrir que o filho é autista?

Por Robson Neves

Via: Horapr

Todo pai e mãe de um filho diagnosticado com autismo pode afirmar quão impactante foi o sentimento ao receber o diagnóstico. Esse momento costuma ser característico por mesclar emoções com medos e inseguranças; e, a princípio, são sentimentos normais quando falamos de algo desconhecido.

Aceitando e desvendando o desconhecido

Quando uma criança nasce, o que as famílias desejam é criar o filho em um ambiente seguro, para que tenha a liberdade de explorar o próprio universo particular, e crescer em sua melhor versão. Mas quando a criança é diagnosticada com autismo, ela precisa de mãos seguras que o auxiliem a cada passo desse processo de descoberta; apesar de parecer um processo desafiador, ele não é impossível quando existe uma rede de apoio.

Desmistificando o autismo: Uma jornada única de desenvolvimento

Infelizmente, na sociedade pouco se fala sobre o TEA, mas sabemos que muitas pessoas dentro do espectro podem brincar, estudar, trabalhar, e construir relacionamentos; assim como qualquer outra. A única diferença é que a pessoa diagnosticada com autismo se desenvolve de forma específica, muitas vezes com uma preocupação a mais em relação ao ambiente e estímulos. Entenda nesse texto como a criança com TEA aprende!

Acolhendo o diagnóstico: Passos iniciais para o apoio

Neste artigo, separei algumas dicas essenciais, pensando nas famílias que buscam conforto e amparo após receberem o diagnóstico.

O primeiro passo é aceitar

Ao nascer uma criança, todos os planos e expectativas para o crescimento são postos à prova, moldando-se à medida que experiências são vividas. Quando o núcleo familiar é confrontado com o diagnóstico do autismo, as famílias têm de se reorganizar, recriar novas expectativas e fazer surgir novas realidades.

É primordial aceitar o diagnóstico para começar a entendê-lo. Um dos pontos importantes é fugir dos mitos do autismo que rodeiam, principalmente, a internet. Quebre esses mitos! As pessoas no espectro autista também podem se desenvolver dentro de suas individualidades, e carregam consigo uma forma particular de enxergar e interagir com o mundo e a si mesmo.

Buscando apoio profissional: O caminho da intervenção

Procure saber mais sobre o autismo. A busca das informações favorecem as conquistas de seu filho.

Compartilhe essas informações com familiares e colegas. Mostre o quanto é importante ter empatia com a criança e entender a forma como ela pensa.

Pessoas autistas podem se desenvolver de diversas formas e, muitas vezes, nos surpreendemos com a maneira como aprendem. Temos um novo mundo para conhecer.

Busque auxílio de profissionais especializados

Quando receber o diagnóstico de que seu filho tem autismo, inicie os acompanhamentos terapêuticos o quanto antes. As Intervenções ocorrem com uma equipe multidisciplinar composta normalmente por profissionais da psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, pedagogia e neuropediatra.

A Jornada da Evolução: Encorajando a criança

Escolha e conheça os profissionais que farão parte dos atendimentos. Tire suas dúvidas e lembre-se que você é quem melhor conhece seu filho, por isso, deve se sentir à vontade com a equipe que cuidará dele.

Cada criança e família são únicas, por isso, as atividades para a evolução de seu filho devem ser escolhidas e direcionadas especialmente para vocês. A criança pode aprender e um tratamento adequado certamente será capaz de proporcionar a você e sua família uma melhor qualidade de vida.

Empoderando a autonomia: Incentivando o progresso

Ensine e auxilie nas tarefas do cotidiano e nos cuidados consigo mesmo. Assim como qualquer criança, esperamos que ele aprenda a se vestir, se alimentar, organizar o material escolar, brinquedos, etc.

Uma dica bacana para o dia a dia é incluir a criança nas atividades da casa, assim ela se sente incluída na rotina. Elogie sempre que ele conseguir realizar qualquer ação sem auxílio, isso o estimula. Entretanto, tenha paciência, pois tudo é um processo de aprendizagem e descoberta para autonomia. É esperado que a evolução ocorra de forma gradual e contínua.

Abrindo as portas da integração: A sociedade e a escola

É importante buscar a integração de seu filho e sua família à sociedade. É possível muitas vezes que parentes ou amigos tenham resistência, mas a palavra-chave para esse momento é persistência. O mesmo se aplica para a integração da criança nas escolas.

Embora a pessoa diagnosticada com autismo possua o direito de frequentar a escola conforme a Lei Brasileira de Inclusão (LBI), é comum que famílias encontrem algumas dificuldades. Pesquise a melhor opção para seu filho e trabalhe em conjunto com os professores para garantir o cuidado que ele merece.

Construindo caminhos de apoio e crescimento

As estradas que percorremos ao enfrentar o diagnóstico de autismo podem ser desafiadoras, mas não são intransponíveis. À medida que a aceitação e o conhecimento se unem à intervenção profissional, a jornada de descoberta se transforma em uma trajetória de apoio, aprendizado e, acima de tudo, amor.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Priscila Marchi
Priscila Marchi
Sobre Sou Priscila Marchi, tenho 40 anos e sou Paulistana. Estou na minha segunda formação e como gosto muito de comunicação não poderia ser outro curso. Gosto muito de viajar e de animais. Sonho em trabalhar viajando pelo mundo.
Osasco, SP Atualizado às 13h05 - Fonte: ClimaTempo
27°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 26°

Qui 28°C 16°C
Sex 28°C 16°C
Sáb 28°C 17°C
Dom 29°C 18°C
Seg 31°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes