Quinta, 06 de Outubro de 2022
17°

Muitas nuvens

Osasco - SP

Economia Crise

Pesquisa da CNI aponta que 1 em cada 4 brasileiros não estão conseguindo pagar as contas do mês

Famílias brasileiras enfrentam alto nível de endividamento no país.

08/08/2022 às 20h19 Atualizada em 08/08/2022 às 20h32
Por: Maria de Jesus
Compartilhe:
Foto Divulgação Freepix
Foto Divulgação Freepix

 Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI) com a Infração alta, com tantas contas para pagar, plano de saúde, condomínio, conta de luz, telefone, escola dos filhos, cartão de crédito, boletos; essa é a realidade que um em cada quatro brasileiros enfrentam atualmente, não conseguindo honrar os seus compromissos. O salário continua o mesmo, sem reajuste, enquanto nas prateleiras do supermercado os preços estão exorbitantes.

Uma parte dos brasileiros, não consegue fechar as contas no final do mês, ou seja, falta dinheiro e sobram dívidas. A pesquisa aponta que 69% da população não consegue guardar dinheiro, vivendo em um cenário de muita preocupação, pois é difícil honrar seus compromissos e sair do vermelho.

Conforme a pesquisa, essa situação vivenciada é, reflexo da pandemia da covid-19 e da guerra na Ucrânia, são os principais responsáveis pela elevação de preços como leite, feijão, carne e arroz e muitos outros produtos que tem pesado no bolso do consumidor.

Marcelo Azevedo, gerente de análise econômica da Confederação Nacional da Indústria (CNI), explica que as pessoas ouvidas na pesquisa procura uma forma de postergar os gastos “Recorrendo a empréstimos, adiando algumas contas, carão de crédito, enfim, empurrando na medida do possível, sem conseguir poupar e sem conseguir consumir. Sem o consumo, a roda da economia brasileira vai travando, tem uma menor produção, com produção menor, tem uma menor criação de empregos, menor investimento. O processo de recuperação da economia, que poderia ser mais forte com uma economia mais forte, com um consumo mais forte, vai sendo mais lento, travado”, informou.

Muitas pessoas cortaram gastos desde o início do ano, uma parte atrasou as contas de água e luz, outras deixaram de pagar o plano de saúde, alguns tiveram que vender bens materiais para quitar dívidas. Uma situação extremamente complicada, ao meio um cenário que não parece ter fim, para quem está no meio da situação. Quase a metade dos entrevistados da CNI parou de comer fora de casa e, reduziram gastos como comprar alimentos, roupas, sapatos, lazer e transporte público.

Segundo informações de Azevedo, o brasileiro ainda tem esperança, mostraram otimistas “Apesar de tudo, de todas as restrições, das dificuldades trazidas pela pandemia e, recentemente, por conta da guerra na Ucrânia, que trouxe uma pressão muito forte nos preços; a gente percebe um otimismo da população, que espera chegar ao final do ano numa situação melhor do ponto de vista financeiro que no momento. Isso se deve muito à recuperação do mercado de trabalho e da própria economia, que apesar das dificuldades, a gente percebe alguma recuperação em curso, que dará um ânimo, um aumento na renda das famílias”. Diz o gerente.

Entrevistei uma senhora em um supermercado de Belo Horizonte nesta segunda-feira (8), que não quis se identificar “Os preços estão muito alto, cada dia que entro aqui, os preços estão mais alto. Precisava levar algumas coisas, mas não animarei. Sou aposentada, meu salário não dá para comprar quase nada. Se Deus não tiver dó de nós, eu não sei mais o que fazer”, pontuou.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Maria de Jesus
Maria de Jesus
Sobre Apaixonada por comunicação com interesses em diferentes mídias — de Belo Horizonte
Osasco - SP Atualizado às 00h16 - Fonte: ClimaTempo
17°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 32°

Sex 26°C 18°C
Sáb 28°C 16°C
Dom 28°C 17°C
Seg 20°C 16°C
Ter 28°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete