Domingo, 14 de Agosto de 2022
14°

Alguma nebulosidade

Osasco - SP

Geral Pará

Alimentação saudável e atividade física são aliadas no controle ao diabetes

Se não for controlada, a doença pode causar ou agravar problemas renais, cardíacos e circulatórios, e até atingir a visão

24/06/2022 às 23h00
Por: Redação Osasco Fonte: Secom Pará
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Pará
Foto: Reprodução/Secom Pará

Com cerca de 16,8 milhões de adultos vivendo com diabetes, o Brasil é atualmente o 5º país no ranking de incidência da doença. Até 2030, a estimativa apontada pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) é que esse número chegue a 21 milhões. A prevenção e os cuidados exigidos pela doença serão enfatizados no próximo domingo (26) - Dia Nacional do Diabetes.

A doença é caracterizada pelo acúmulo de glicose no sangue em altos níveis, causado pela produção insuficiente ou má absorção de insulina - hormônio responsável pela regulação da glicose no organismo.  

O aumento do diabetes é global e impulsionado por fatores socioeconômicos, demográficos, ambientais e genéticos, além de níveis crescentes de obesidade, alimentação imprópria ??e falta de atividade física, que influenciam, em grande parte, no desenvolvimento dos diferentes tipos da doença.

Frutas, verduras e legumes devem fazer parte da alimentação diária como forma de prevenção ao diabetes
Frutas, verduras e legumes devem fazer parte da alimentação diária como forma de prevenção ao diabetes - (Foto: Divulgação)
Mesmo quando fatores genéticos são considerados, existem formas de prevenção e controle do diabetes no organismo. Uma delas é a adoção de hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e prática de atividades físicas. Em ambos os casos, os resultados podem influenciar na diminuição dos níveis de açúcar (glicose) no sangue, uma das características do diabetes.

Incidência- Lorena Cunha, nutricionista no Hospital de Clínicas Gaspar Vianna (HC), em Belém, lembra que o diabetes é “uma das doenças crônicas de maior incidência entre os brasileiros”, e que quando não controlada, pode levar a complicações nos olhos, coração, artérias e rins, sendo as três últimas especialidades do HC.

“O que comemos, e como comemos, é um pilar imprescindível na nossa saúde, seja para tratar o diabetes, prevenir ou garantir a saúde. O excesso de açúcar, farinha refinada, refrigerante e bebidas açucaradas, decorrente de má alimentação, leva a uma diminuição da ação de insulina, acelerando o desenvolvimento de diabetes naqueles com predisposição genética”, explica Lorena Cunha.

Além de afetar a qualidade de vida entre adultos, o diabetes pode ser diagnosticado em crianças e adolescentes, o que aumenta ainda mais a necessidade de atenção com o consumo de determinados alimentos comuns nessa faixa etária, como pães, macarrão, gordura (frituras) e manteiga, e proteínas, como carnes, ovos e queijos. “A ingestão excessiva destes alimentos pode estimular o aumento do açúcar no sangue, causando o desequilíbrio da diabetes”, alerta a nutricionista.

O que comer?- Com a adoção de hábitos saudáveis e a busca por um tratamento adequado, é possível conviver com a doença de forma controlada. Em geral, dietas para diabetes priorizam o consumo de alimentos ricos em fibras, como frutas com casca, vegetais frescos e cereais integrais, que devem ser ingeridos com moderação, pois mesmo sendo saudáveis têm carboidratos, que em excesso aumentam o açúcar do sangue. Assim como é melhor ingerir gorduras saudáveis, como azeite de oliva, e carnes magras, como peixes brancos e frango.

Por Marcelo Leite (HC)
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.