Sábado, 25 de Junho de 2022
17°

Alguma nebulosidade

Osasco - SP

Cidades Cracolândia

Praça do Cachimbo será revitalizada ainda este mês

Segundo a prefeitura, um dos pontos da Cracolândia até março deste ano voltará a ter equipamentos para uso da população.

13/05/2022 às 21h02 Atualizada em 13/05/2022 às 21h13
Por: Victor Del Porto
Compartilhe:
A “Praça do Cachimbo” vista do alto em julho de 2017 (Foto: Reprodução/R7 Gustavo Basso).
A “Praça do Cachimbo” vista do alto em julho de 2017 (Foto: Reprodução/R7 Gustavo Basso).

A ação realizada na Praça Princesa Isabel, no centro da cidade de São Paulo, na última quarta-feira, 11, foi mais um capítulo da Cracolândia, que permanece na região central desde o início dos anos 90. Porém, de tempos em tempos, o chamado “fluxo” muda de local, como ocorreu esta semana. E, da mesma forma que a Prefeitura da Cidade de São Paulo informou que a Praça Princesa Isabel está sendo revitalizada, outros pontos que já abrigaram os dependentes químicos e traficantes da região também estão recebendo atenção. É o caso da “Praça do Cachimbo”, apelidada desta forma por algumas pessoas que conhecem a região em referência ao cachimbo utilizado pelos dependentes para fumo das drogas. A reportagem da Oeste 360 passou pelo local e mostra como a praça e seu entorno está hoje.

 

Histórico do local

A “Praça do Cachimbo” não possui um nome oficial. Ela está localizada no início da Alameda Cleveland, no trecho entre a Praça Júlio Prestes e a Rua Helvétia, ao lado de prédios residenciais da PPP (parceria público-privada) entre o governo do Estado de São Paulo, via Secretaria de Estado da Habitação, e a construtora Canopus. A estação Júlio Prestes, que pertence a linha 8 Diamante da CPTM, está em frente à praça.

O local, que já havia sido utilizado pelo “fluxo” várias vezes nesses quase 30 anos de Cracolândia, passou a ser um dos pontos de referência dos usuários no centro de São Paulo a partir de 2017. Em maio daquele ano, uma operação policial fez com que o fluxo mudasse do trecho entre a Alameda Dino Bueno e a Rua Helvétia para a Praça Princesa Isabel. Na ocasião, o então prefeito de São Paulo, João Dória, chegou a afirmar que a Cracolândia havia acabado (confira abaixo), o que não se concretizou: em junho de 2017, a Praça do Cachimbo tornou-se um novo ponto para compra, venda e uso de drogas.

 

“A Cracolândia aqui acabou, não vai voltar mais. Nem a Prefeitura permitirá, nem o governo do Estado. Essa área será liberada de qualquer circunstância como essa.”

 

De junho de 2017 a março de 2022, a Cracolândia permaneceu entre a Praça do Chachimbo, a Rua Helvétia e a Alameda Dino Bueno, alternando diariamente entre os locais por conta da limpeza realizada pela prefeitura. Porém, foi no final de semana de 19 e 20 de março deste ano que estes pontos, incluindo a praça, foram completamente esvaziados pelos próprios usuários. Inicialmente, a prefeitura justificou, através de Alexis Vargas, secretário executivo de projetos estratégicos, que a mudança foi resultado do programa municipal Redenção e de operações policiais na região. O secretário ainda disse que não houve nenhuma negociação com o crime organizado. Porém, o delegado da Polícia Civil Roberto Monteiro desmentiu a informação, ao dizer que a ordem para mudança do “fluxo” foi dada pelo crime organizado.

A “Praça do Cachimbo” era um local arborizado, com canteiros e bancos de concreto. Porém, com a utilização da área pela Cracolândia, o local foi depredado (foto 1), com a retirada de parte do piso pelos próprios usuários e a falta de cuidado com o verde. Com a degradação do local nos últimos anos, a prefeitura optou por retirar a área verde e as estruturas de concreto, mantendo apenas a iluminação pública (foto 2).

 

Foto 1: a “Praça do Cachimbo” em julho de 2017, a Estação Júlio Prestes à esquerda e o terreno do então futuro projeto da PPP à direita (Foto: Reprodução/R7)

 

Foto 2: a “Praça do Cachimbo” após a saída dos usuários em março de 2022. À esquerda a Estação Júlio Prestes e, à direita, os prédios da PPP. (Foto: Jeniffer Mendonça / Ponte Jornalismo)

 

Como a praça está hoje

 

 

A ex-“Praça do Cachimbo” (Foto: Victor Del Porto)

 

A reportagem do Oeste 360 esteve no local na manhã de hoje, 13. A praça está cercada por placas que impedem o acesso desde o início deste mês. Ainda sim, é possível ver o que há dentro nas poucas partes cercadas por telas: alguns materiais para início da obra de revitalização. As ruas no entorno da praça estão com reforço policial, o que impede a passagem dos usuários de droga em direção ao local, além de aglomerações.

 

Dentro da área cercada através da tela de proteção há alguns materiais (Foto: Victor Del Porto)

 

Chama a atenção a placa (foto a seguir) instalada pela prefeitura da cidade de São Paulo. A placa detalha que serão instalados um playground com acessibilidade e um espaço para animais de estimação (o cachorródromo), e que o prazo de execução da obra é este mês (maio/2022). No momento em que a reportagem da Oeste 360 visitou o local, na manhã desta sexta, 13, não havia presença de equipes trabalhando.

  

Placa da Prefeitura de São Paulo (Foto: Victor Del Porto)

 

O entorno da praça já recebeu atenção da prefeitura poucos dias após a saída da Cracolândia, ainda em março. A zeladoria da cidade realizou trocas de tubulações, de tampas de bueiro e de galerias, instalação de grades (na calçada da Estação Júlio Prestes: do acesso à estação até o encontro da Alameda Cleveland com a Alameda Glete), reforma do piso das calçadas, reasfaltou trechos da Alameda Cleveland e refez a pintura de trechos da ciclovia em frente à escola estadual João Kopke. Confira as mudanças nas fotos abaixo:

 

As grades e a reforma do piso na calçada da Estação Júlio Prestes, e o trecho reasfaltado em frente à praça. (Foto: Victor Del Porto)

 

Trecho da ciclovia em frente a E.E. João Kopke (à esquerda). A calçada na esquina da escola também foi revitalizada, assim como a calçada da Estação Júlio Prestes (à direita, partes mais claras). (Foto: Victor Del Porto)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Victor Del Porto
Victor Del Porto
Sobre Meu nome é Victor Del Porto Gomes da Silva, tenho 29 anos e sou de São Paulo, Capital. Sou fã de automobilismo desde criança, principalmente Formula 1. Desde 2012, sou piloto de automobilismo virtual (uma categoria de eSports, campeonatos de jogos eletrônicos). Sou formado nos cursos técnicos de Informática e Comunicação Visual e estou no 7º semestre do Bacharelado em Jornalismo.
Osasco - SP Atualizado às 22h02 - Fonte: ClimaTempo
17°
Alguma nebulosidade

Mín. 14° Máx. 28°

Dom 19°C 14°C
Seg 21°C 14°C
Ter 26°C 12°C
Qua 28°C 14°C
Qui °C °C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete