Quarta, 19 de Junho de 2024
22°

Tempo limpo

Osasco, SP

Brasil Bloqueado, será?

Após conferência de facção criminosa, sinal de telefônia em presidio, Bangu 3 e 4 são bloqueados

22 celulares foram apreendidos; nova operação é realizada no Complexo Gericinó

09/10/2023 às 12h08
Por: Diego Giliotti
Compartilhe:
Após conferência de facção criminosa, sinal de telefônia em presidio, Bangu 3 e 4 são bloqueados

Nesta segunda-feira (9/10), a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) do Rio de Janeiro implementou o bloqueio do sinal de celular em duas unidades prisionais, após a circulação de uma suposta videoconferência entre a liderança da maior facção criminosa do Rio e detentos no Complexo de Gericinó, localizado na Zona Oeste. As duas prisões afetadas por essa medida são o Gabriel Castilho, conhecido como Bangu 3, e o Jonas Lopes de Carvalho, denominado Bangu 4. De acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo, essa ação faz uso de uma tecnologia adquirida pelo governo federal, com o intuito de tornar os criminosos incomunicáveis. Há suspeitas de que a videoconferência possa estar relacionada ao planejamento do assassinato de três médicos em um quiosque na Barra da Tijuca. Durante a operação realizada na última sexta-feira (6/10), a unidade de Bangu 3 já havia sido alvo de uma busca por parte dos agentes, que procuraram por aparelhos celulares pertencentes a membros da facção. Nessa ação, 22 celulares foram apreendidos.

A suposta videoconferência entre os membros do grupo dentro da prisão teria tido como objetivo discutir a execução acidental de três médicos. As vítimas, que estavam na cidade para um congresso de ortopedia, foram mortas em um quiosque na Barra da Tijuca, na Zona Oeste, na última quinta-feira, o que desagradou à cúpula do crime organizado.

Conforme informações das polícias Civil e Federal, um dos médicos, Perseu Ribeiro de Almeida, natural da Bahia, foi confundido com o miliciano Taillon de Alcântara Pereira Barbosa, que seria o alvo real dos criminosos. Perseu tinha características físicas semelhantes, incluindo peso, altura, cabelo e barba, ao do criminoso.

Há mais de duas décadas, os presídios do Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste, começaram a ser equipados com sistemas de bloqueio de celular. A primeira unidade de segurança máxima do país, a penitenciária Laércio da Costa Pellegrino, conhecida como Bangu 1, projetada para abrigar os criminosos mais perigosos do Rio, foi a primeira a receber um sistema de tecnologia israelense destinado a interferir nos sinais dos telefones, impossibilitando a comunicação.

Em setembro de 2023, os presídios Bangu 2, 3 e 4 também foram equipados com bloqueadores de celular.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Diego Giliotti
Diego Giliotti
Sobre Jornalista, publicitário e libertário.
Osasco, SP Atualizado às 10h05 - Fonte: ClimaTempo
22°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 26°

Qui 28°C 16°C
Sex 28°C 16°C
Sáb 28°C 17°C
Dom 29°C 18°C
Seg 31°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes